segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

domingo, 30 de dezembro de 2012

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Depeche Mode - Violator



Track listing

All tracks written by Martin L. Gore:

  1. "World in My Eyes" – 4:26
  2. "Sweetest Perfection" – 4:43
  3. "Personal Jesus" – 4:56
  4. "Halo" – 4:30
  5. "Waiting for the Night" – 6:07
  6. "Enjoy the Silence" – 6:12"Interlude #2 – Crucified" – 1:52 (hidden song starting at 4:21)
  7. "Policy of Truth" – 4:55
  8. "Blue Dress" – 5:41"Interlude #3" – 1:23 (hidden song starting at 4:18)
  9. "Clean" – 5:28

According to the band's web site the original title for "Waiting for the Night" was "Waiting for the Night to Fall" and the rest of the title was omitted due to a printing error.
Both the original US and the original UK vinyl editions have a shorter version of "Personal Jesus".

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Estreia da Semana: Jack Reacher



Baseado no bestseller de Lee Child, surge no grande ecrã um dos heróis mais interessantes adaptado de uma obra literária – Jack Reacher um investigador ex-militar. O filme realizado e escrito por Christopher McQuarrie, Tom Cruise contracena ao lado de Rosamund Pike, Richard Jenkins, Werner Herzog, David Oyelowo e Robert Duvall.


Sinopse:

Seis tiros. Cinco mortos. Uma cidade do interior mergulha no terror, mas a polícia resolve o caso em poucas horas. Tudo parece fácil. Mas há um problema. O suspeito capturado afirma que apanharam o homem errado e tem um pedido: procurem Reacher.
E o antigo investigador da polícia militar Jack Reacher vai aparecer. Ele conhece este homem e sabe que o atirador de elite treinado no exército nunca falharia um tiro. Algo não bate certo e, de repente, o caso aparentemente fácil, explode em várias direções. Reacher forma equipa com a advogada de defesa e começa a busca por um inimigo invisível.
Um filme com realização e argumento de Christopher McQuarrie (argumentista de “Os Suspeitos do Costume”, “A Lei das Armas”, “Valquíria” ou “O Turista”), a partir da conhecida personagem criada por Jim Grant (sob o pseudónimo Lee Child) e que deu origem a uma vasta literatura policial. Para além de Tom Cruise, o filme conta ainda com as participações dos actores Richard Jenkins, Robert Duvall, Rosamund Pike, David Oyelowo e ainda de um “cameo” com o realizador Werner Herzog.

in BestCine

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

...falar...

"À força de falarmos de amor, apaixonamo-nos."

Blaise Pascal

The Cure - Close To Me



I've waited hours for this
I've made myself so sick
I wish I'd stayed 
asleep today

I never thought this day would end
I never thought tonight could ever be
this close to me

just try to see in the dark
just try to make it work
to feel the fear before you're here
I make the shapes come much too close
I pull my eyes out
hold my breath
and wait until I shake...

but if I had your faith
then I could make it safe and clean
if only I was sure
that my head on the door was a dream

I've waited hours for this
I've made myself so sick
I wish I'd stayed asleep today
I never thought this day would end
I never thought tonight could ever be
this close to me

but if I had your face
then I could make it safe and clean
if only I was sure 
that my head on the door was a dream

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal


Feliz Natal para todos!!! Que haja Alegria, Paz, Saúde, Compreensão, Harmonia e muito Amor na casa de todos vós!!!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Filme da Semana: Deadfall



“Deadfall” é realizado por Stefan Ruzowitzky (“Hexe Lilli: Der Drache und das magische Buch”), através do argumento de Zach Dean, e conta no elenco com Eric Bana, Olivia Wilde, Charlie Hunnman, Kris Kristofferson, Sissy Spacek, Kate Mara, Treat Williams, entre outros. No filme, após terem conseguido assaltar com sucesso um casino, os irmãos Addison e Liza (Eric Bana e Olivia Wilde) tentam agora fugir da policia que os tem que apanhar antes que eles consigam atravessar a fronteira.



Sinopse:

Os irmãos Addison (Eric Bana, de “Blackhawk Down” e “Tróia”) e Liza (Olivia Wilde, da série de televisão “Dr. House”) estão em fuga após um golpe mal sucedido num casino.
Quando um acidente de automóvel mata um polícia e o condutor do carro em que seguiam, decidem separar-se e tentar atravessar a fronteira para o Canadá sob as piores circunstâncias imagináveis – um enorme e violento nevão.
Enquanto Addison segue pelo meio da floresta, criando o caos à sua passagem, Liza apanha boleia do antigo pugilista Jay (Charlie Hunnam), a caminho do jantar de Ação de Graça com os pais June (Sissy Spacek) e Chet (Kris Kristofferson), um xerife reformado.
É nessa altura que os irmãos voltam a reunir-se num encontro tenso que coloca a prova os mais profundos laços familiares.

in BestCine

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Dá-me a tua mão


Dá-me a tua mão. 

Deixa que a minha solidão 
prolongue mais a tua 
— para aqui os dois de mãos dadas 
nas noites estreladas, 
a ver os fantasmas a dançar na lua. 

Dá-me a tua mão, companheira, 
até o Abismo da Ternura Derradeira. 

José Gomes Ferreira in “Poeta Militante I”

The Sisters of Mercy - Afterhours

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Llénate de mí


Llénate de mí. 
Ansíame, agótame, viérteme, sacrifícame.
Pídeme. Recógeme, contiéneme, ocúltame.
Quiero ser de alguien, quiero ser tuyo, es tu hora,
Soy el que pasó saltando sobre las cosas,
el fugante, el doliente.

Pero siento tu hora,
la hora de que mi vida gotee sobre tu alma,
la hora de las ternuras que no derramé nunca,
la hora de los silencios que no tienen palabras,
tu hora, alba de sangre que me nutrió de angustias,
tu hora, medianoche que me fue solitaria.

Libértame de mí. Quiero salir de mi alma.
Yo soy esto que gime, esto que arde, esto que sufre.
Yo soy esto que ataca, esto que aúlla, esto que canta.
No, no quiero ser esto.
Ayúdame a romper estas puertas inmensas.
Con tus hombros de seda desentierra estas anclas.
Así crucificaron mi dolor una tarde.

Quiero no tener límites y alzarme hacia aquel astro.
Mi corazón no debe callar hoy o mañana.
Debe participar de lo que toca,
debe ser de metales, de raíces, de alas.
No puedo ser la piedra que se alza y que no vuelve,
no puedo ser la sombra que se deshace y pasa.

No, no puede ser, no puede ser, no puede ser.
Entonces gritaría, lloraría, gemiría.

No puede ser, no puede ser.
Quién iba a romper esta vibración de mis alas?
Quién iba a exterminarme? Qué designio, qué? palabra?
No puede ser, no puede ser, no puede ser.
Libértame de mí. Quiero salir de mi alma.

Porque tú eres mi ruta. Te forjé en lucha viva.
De mi pelea oscura contra mí mismo, fuiste.
Tienes de mí ese sello de avidéz no saciada.
Desde que yo los miro tus ojos son más tristes.
Vamos juntos. Rompamos este camino juntos.
Ser? la ruta tuya. Pasa. Déjame irme.
Ansíame, agótame, viérteme, sacrificarme.
Haz tambalear los cercos de mis últimos límites.

Y que yo pueda, al fin, correr en fuga loca,
inundando las tierras como un río terrible,
desatando estos nudos, ah Dios mío, estos nudos,
destrozando,
quemando,
arrasando
como una lava loca lo que existe,
correr fuera de mi mismo, perdidamente,
libre de mí, Curiosamente libre.
¡Irme, Dios mío, irme!

Llénate de mí - Pablo Neruda

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

U2: The Joshua Tree (Full Album)



1. Where the Streets Have No Name
2. I Still Haven't Found What I'm Looking For
3. With or Without You
4. Bullet the Blue Sky
5. Running to Stand Still
6. Red Hill Mining Town
7. In God's Country
8. Trip Through Your Wires
9. One Tree Hill
10. Exit
11. Mothers of the Disappeared

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Estreia da Semana – O Hobbit: Uma Jornada Inesperada



“O Hobbit: Uma Jornada Inesperada” é realizado por Peter Jackson (trilogia “O Senhor dos Anéis”), através do argumento da autoria do próprio em colaboração com Fran Walsh, Philippa Boyens e Guillermo del Toro. O enredo da trilogia de “O Hobbit” é inspirado no livro homónimo escrito por J. R. R. Tolkien, publicado em 21 de Setembro de 1937, cuja narrativa antecede a história contada na série “O Senhor dos Anéis” em 60 anos, tempo em que Bilbo fica com o anel até o retorno de Sauron, “o senhor das trevas”.


Sinopse:

Aqui se conta a grande aventura de 13 anões em busca do tesouro de Dale, guardado pelo terrível dragão Smaug, no coração da Montanha Solitária onde, em tempos, se situou o Reino de Erebor. Eles são relutantemente acompanhados por Bilbo Baggins, um pequeno hobbit apreciador do conforto e quietude, pouco dado a tudo o que possa pôr em causa a normalidade da sua vida.
O seu encontro com Gollum e a presença involuntária na Batalha dos Cinco Exércitos são algumas das provas por que Bilbo passará e que o levarão a revelar uma coragem inesperada que vai mudar o destino da Terra Média.
Realizado por Peter Jackson (saga “O Senhor dos Anéis”, “King Kong”) é o primeiro de três filmes que adapta a notável façanha de Bilbo Baggins, narrada no livro O Hobbit, escrito por J. R. R. Tolkien e cuja acção se situa 60 anos antes da aventura de Frodo contada n’ O Senhor dos Anéis.
O argumento foi co-escrito por Peter Jackson, Fran Walsh, Philippa Boyens e Guillermo del Toro e no elenco encontramos, entre outros, os actores Martin Freeman, Ian McKellen, Andy Serkis, Richard Armitage, Elijah Wood, Hugo Weaving, Cate Blanchett, Christopher Lee.

in BestCine

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

A Sabedoria da Calma


Aquele que mantém a calma diante de todas as adversidades da vida mostra simplesmente ter conhecimento de quão imensos e múltiplos são os seus possíveis males, motivo pelo qual ele considera o mal presente uma parte muito pequena daquilo que lhe poderia advir: e, inversamente, quem sabe desse facto e reflecte sobre ele nunca perderá a calma. 

Arthur Schopenhauer in "A Arte de Ser Feliz"

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Link Park - Never Back Down

A Sabedoria do Corpo


Tu dizes «eu» e orgulhas-te desta palavra. Mas há qualquer coisa de maior, em que te recusas a aceditar, é o teu corpo e a sua grande razão; ele não diz Eu, mas procede como Eu. Aquilo que a inteligência pressente, aquilo que o espírito reconhece nunca em si tem o seu fim. Mas a inteligência e o espírito quereriam convencer-te que são o fim de todas as coisas; tal é a sua soberba. Inteligência e espírito não passam de instrumentos e de brinquedos; o Em si está situado para além deles. O Em si informa-se também pelos olhos dos sentidos, ouve também pelos ouvidos do espírito. O Em si está sempre à escuta, alerta; compara, submete; conquista, destrói. Reina, e é também soberano do Eu. Por detrás dos teus pensamentos e dos teus sentimentos, meu irmão, há um senhor poderoso, um sábio desconhecido: chama-se o Em si. Habita no teu corpo, é o teu corpo.
Há mais razão no teu corpo do que na própria essência da tua sabedoria. E quem sabe por que é que o teu corpo necessita da essência da tua sabedoria?

Friedrich Nietzsche in "Assim Falava Zaratustra"

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Linkin Park - In The End



It starts with one thing
I don't know why
It doesn't even matter how hard you try
Keep that in mind
I designed this rhyme
To explain in due time
All I know
Time is a valuable thing
Watch it fly by as the pendulum swings
Watch it count down to the end of the day
The clock ticks life away

It's so unreal
Didn't look out below
Watch the time go right out the window
Trying to hold on, but you didn't even know
Wasted it all just to watch you go
I kept everything inside
And even though I tried, it all fell apart
What it meant to me
Will eventually be a memory of a time when

I tried so hard
And got so far
But in the end
It doesn't even matter
I had to fall
To lose it all
But in the end
It doesn't even matter

One thing, I don't know why
It doesn't even matter how hard you try,
Keep that in mind
I designed this rhyme,
To remind myself of a time when
I tried so hard
In spite of the way you were mocking me
Acting like I was part of your property
Remembering all the times you fought with me
I'm surprised it got so
Things aren't the way they were before
You wouldn't even recognize me anymore
Not that you knew me back then
But it all comes back to me in the end
You kept everything inside
And even though I tried, it all fell apart
What it meant to me will eventually be a memory of a time when

I tried so hard
And got so far
But in the end
It doesn't even matter
I had to fall
To lose it all
But in the end
It doesn't even matter

I've put my trust in you
Pushed as far as I can go
For all this
There's only one thing you should know
I've put my trust in you
Pushed as far as I can go
For all this
There's only one thing you should know

I tried so hard
And got so far
But in the end
It doesn't even matter
I had to fall
To lose it all
But in the end
It doesn't even matter

O Mágico Veneno


Um mover de olhos, brando e piedoso,
Sem ver de quê; um riso brando e honesto, 
Quase forçado; um doce e humilde gesto, 
De qualquer alegria duvidoso; 

Um despejo quieto e vergonhoso; 
Um repouso gravíssimo e modesto; 
Uma pura bondade, manifesto 
Indício da alma, limpo e gracioso; 

Um encolhido ousar; uma brandura; 
Um medo sem ter culpa; um ar sereno; 
Um longo e obediente sofrimento; 

Esta foi a celeste formosura 
Da minha Circe, e o mágico veneno 
Que pôde transformar meu pensamento. 

Luís Vaz de Camões in "Sonetos"

domingo, 9 de dezembro de 2012

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Filme da Semana: A Viagem (Cloud Atlas)



O filme “Cloud Atlas” traz seis histórias que, mesmo situadas em épocas e países distintos, acabam por se interligar. A maioria dos actores interpretará mais de um personagem, que podem variar com relação à raça e sexo. O alemão Tom Tykwer divide a função de director com os irmãos Andy e Lana Wachowski. Tom Hanks, Hugo Weaving, Halle Berry, Hugh Grant, Susan Sarandon, Jim Broadbent e Ben Whishaw completam o elenco.


Sinopse:

Uma história de amor que se desdobra em vários lugares no tempo, durante um período de 500 anos. Personagens conhecem-se, separam-se e voltam a reunir-se em vários ciclos de nascimento e morte. Todas as suas acções e escolhas se interligam e vão ter implicações no passado, presente e futuro. 
Uma alma é moldada a partir de um assassino e transformada em herói. Cada gesto de bondade é replicado através dos séculos até se tornar em algo inesperado que pode inspirar revoluções, independentemente do espaço ou do tempo, seja no século XIX ou num futuro longínquo.
No elenco deste filme estão presentes Tom Hanks, Halle Berry, Hugh Grant, Hugo Weaving, Susan Sarandon, Jim Broadbent, Jim Sturgess, Doona Bae, Ben Whishaw, Xun Zhou, Keith David e James D’Arcy. Cada um dos actores tem papeis diferentes, com as mudanças temporais da história.

in BestCine

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Um Herói não se Declara


Aquele que se expõe à morte deve estar à altura de incutir à sua época a força da exasperação. Se, pois, vejo um homem até então completamente desconhecido dos seus contemporâneos aparecer afirmando que está pronto a sacrificar a sua vida e a enfrentar a morte, muito tranquilamente então (...) eu demitiria este profeta. Nunca um tal homem chegaria ao ponto de ser condenado à morte pela sua época, ainda que, por outro lado, tivesse realmente a coragem de morrer e a isso estivesse disposto. Ele não conhece o segredo; pensa evidentemente que os seus contemporâneos, os mais fortes, se encarregarão da execução, quando ele deveria ser de tal modo superior ao seu tempo que não o deixasse, permanecendo ele próprio passivo, cumprir sozinho o seu trabalho de tal modo superior que não lho indicasse mas livremente o constrangesse a sair-se bem dele. Os juízes costumam deixar dormir a pena capital quando um infeliz desgostado com a vida deseja a morte, e tal é também a sabedoria desta geração: que prazer teria ele em ter feito perecer este herói!

Soren Kierkegaard in "Um Homem Tem o Direito de se Deixar Condenar à Morte pela Verdade?"

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Ler

"Ler, na forma como o concebo, significa pensar profundamente."

Vittorio Alfieri in "Del Principe e delle Lettere"

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Assassins Creed III

WoodKid - "Iron"



Deep in the ocean, dead and cast away
Where innocence's burn in flames
A million mile from home, I'm walking ahead
I'm frozen to the bones, I am
A soldier on my own, I don't know the way
I'm riding up the heights of shame
I'm waiting for the call, the hand on the chest
I'm ready for the fight, and fate

The sound of iron shocks is stuck in my head,
The thunder of the drums dictates
The rhythm of the falls, the number of deads
The rising of the horns, ahead
From the dawn of time to the end of days
I will have to run, away
I want to feel the pain and the bitter taste
Of the blood on my lips, again

This deadly burst of snow is burning my hands,
I'm frozen to the bones, I am
A million mile from home, I'm walking away
I can't remind your eyes, your face

Assassin's Creed Series Cinematic Trailers



0:00- Assassin's Creed
1:42- Assassin's Creed II
5:11- Assassin's Creed Brotherhood
7:35- Assassin's Creed Revelations

All footage property of Ubisoft. Revelations music by Woodkid- "Iron"

domingo, 2 de dezembro de 2012

Uma Pessoa


Uma pessoa é esse sujeito cujas acções são susceptíveis de imputação. A personalidade moral nada mais é do que a liberdade de um ser razoável sob as leis morais. Em compensação, a personalidade psicológica não passa da faculdade de ser consciente da sua existência como idêntica através de diferentes estados. Segue-se que uma pessoa não pode ser submetida a outras leis que não àquelas que ela própria se confere (ou sozinha, ou pelo menos a si mesma ao mesmo tempo que com outros). 

Emmanuel Kant in "Metafísica dos Costumes"

Hans Zimmer Greatest Soundtracks



TRACKLISTING/TIMINGS:

0:00:05 Watchful Guardian - The Dark Knight
0:04:54 Honor Him - Gladiator
0:06:03 Knight's March - King Arthur
0:07:55 Roll Tide/Eternal Father - Crimson Tide
0:13:38 Drink Up Me Hearties - Pirates Of The Caribbean
0:17:00 Barbarian Horde - Gladiator
0:19:29 Spectres In The Fog - The Last Samurai
0:23:23 Leave No Man Behind - Blackhawk Down
0:27:22 Chevaliers De Sangreal - The Da Vinci Code
0:31:04 Vide Cor Meum - Hannibal (Patrick Cassidy)
0:34:00 Main Theme - The Rock
0:39:54 Epilogue - Crysis 2
0:43:00 Ending Long Version - Modern Warfare 2
0:46:00 Hammerhead - Broken Arrow
0:47:47 Jade - The Rock
0:49:22 End Titles - Driving Miss Daisy
0:54:07 You'Re So Cool - True Romance
0:57:40 The Journey - Kapano Part 3 - Tears Of The Sun
1:02:02 This Land - The Lion King
1:04:51 The Jablonsky Variations On A Theme - Tears Of The Sun
1:08:16 Journey To The Line - The Thin Red Line
1:11:35 A Small Measure Of Peace - The Last Samurai
1:14:59 Injection - Mission Impossible 2
1:19:07 Now We Are Free - Gladiator
1:23:07 Time - Inception

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Peter Murphy - You're So Close



Say you!...

I can hear the groove
I can hear the words
I can climb the scale
I can ride the curvess
I can hit the note
I can beat the beat
I can dance the jump
I can tap my feet
Say you!

Getting closer
Stop me dreaming
Wanna feel you
You're so close
Ah can't write now
Wanna feel a hit
Ah can't drive now
Wanna phone you

Can't play it very well
But it is what I want
And what I want is what it takes
It could be slick
It could be fake

Can't play it very well
But it is what I want
And what I want is what it takes
It could be slick
It could be fake
Say you!

Can't hear you
You're so close
Wanna feel you
You're so close
Ah can't write now
Wanna feel a hit
Ah can't drive now
Wanna phone you
Say you!

I can hear the groove
I can spell the words
I can climb the scale
I can ride the curves
I can hit the note
I can drop the beat
I can dance and jump
I can tap the feet
Can't play it very well
But it is what I want
And what I want is what it takes
I could be slick
It could be fake
Say you!

Can't hear you
You're so close
Wanna feel you
You're so close
Ah can't write now
Wanna feel a hit
Ah can't write now
Wanna phone you
Getting Closer
Stop me dreaming
Wanna feel you
You're so close
Ah can't write now
Ah wanna feel a hit
Ah can't drive now

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Peter Murphy - Marlene Dietrich's Favorite Poem



My mother loved it so she said
Sad eyed pearl and drop lips
Glancing pierce through writer man
Spoke hushed and frailing hips
Her old eyes skim in creasing lids
A tear falls as she describes
Approaching death with a yearning heart
With pride and no despise

Hot tears flow as she recounts
Her favourite worded token
Forgive me please for hurting so
Don't go away heartbroken no
Don't go away heartbroken no

Just wise owl tones no velvet lies
Crush her velvet call
Oh Marlene suffer all the fools
Who write you on the wall
And hold your tongue about your life
Or dead hands will change the plot
Will make your loving sound like snakes
Like you were never hot

Hot tears flow as she recounts
Her favourite worded token
Forgive me please for hurting so

My mother loved it so she said
Sad eyed pearl and drop lips yeah
Glancing pierce through writer man
Spoke hushed and frailing lips yeah
Old eyes skim in creasing lids
A tear falls as she describes
Approaching death with a yearning heart
With pride and no despise

Hot tears flow as she recounts
Her favourite worded token
Forgive me please for hurting so

(Repeat to improvise)

A Fronteira Entre a Amizade e o Amor


Há na pura amizade um prazer a que não podem atingir os que nasceram medíocres. A amizade pode subsistir entre pessoas do mesmo sexo a diferentes, isenta mesmo de toda a materialidade. Uma mulher, entretanto, olha sempre um homem como um homem; e reciprocamente, um homem olha uma mulher como uma mulher; essa ligação não é paixão nem pura amizade: constitui uma classe aparte. 
O amor nasce bruscamente, sem outra reflexão, por temperamento, ou por fraqueza: um detalhe de beleza nos fixa, nos determina. A amizade, pelo contrário, forma-se pouco a pouco, com o tempo, pela prática, por um longo convívio. Quanta inteligência, bondade, dedicação, serviços e obséquios, nos amigos, para fazer, em anos, muito menos do que faz, às vezes, num minuto, um rosto bonito e uma bela mão!
O tempo, que fortalece as amizades, enfraquece o amor. Enquanto o amor dura, subsiste por si, e às vezes pelo que parece dever extingui-lo: caprichos, rigores, ausência, ciúme; a amizade, pelo contrário, precisa de alento: morre por falta de cuidados, de confiança, de atenção. É mais comum ver um amor extremo que uma amizade perfeita. 
O amor e a amizade excluem-se um ao outro. Aquele que teve a experiência de um grande amor descuida a amizade; e quem se esgotou na amizade ainda não fez nada para o amor. 
O amor começa pelo amor, e só se passaria da mais forte amizade para um amor fraco. Nada se parece mais com uma viva amizade do que essas ligações que o interesse do nosso amor nos faz cultivar. 

Jean de La Bruyére in "Os Caracteres"

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Sim: Existo Dentro do Meu Corpo


Sim: existo dentro do meu corpo.
Não trago o sol nem a lua na algibeira.
Não quero conquistar mundos porque dormi mal,
Nem almoçar a terra por causa do estômago.
Indiferente?
Não: natural da terra, que se der um salto, está em falso,
Um momento no ar que não é para nós,
E só contente quando os pés lhe batem outra vez na terra,
Traz! na realidade que não falta!

Alberto Caeiro in "Poemas Inconjuntos"

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Peter Murphy - Your Face




Water Lily
Freedom
Where does the
Spirit lay?
Freedom
Lying in shadows
Of light and clay

I trace your feet
Like transparent thrones
I dream of your clinging
I am not alone
I glide with you
Draw you with kole
Your paint the river
I am not alone

That lover
in the crash
That scent
lingers now
Your face

Your face

I trace your feet
Like transparent thrones
I dream of your clinging
I am not alone
I glide with you
Draw you with kole
Your paint the river
I am not alone

Actos



"Quanto não ganha em tranquilidade quem não se preocupa com o que o vizinho diz, faz ou pensa, mas apenas com os seus próprios actos."
Marco Aurélio in "Recordações"

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

The Cult - Revolution



Pictures of never ending dreams
I can't see what these images mean
Locked inside me
Can't set the rainbows free
Like perishing flowers
They sag and twist and die

There's a revolution
There's a revolution, yeah
There's a revolution
There's a revolution

Sorrow
What does revolution mean to you?
To say today's like wishing in the wind
All my beautiful friends have all gone away
Like the waves
They flow and ebb and die

There's a revolution
There's a revolution
There's a, there's a revolution
There's a revolution

There's a revolution
There's a revolution
There's a revolution
There's a revolution, yeah

Joy or sorrow
What does revolution mean to you?
To say today's like wishing in the wind
All my beautiful friends have all gone away
Like the waves
They flow and ebb and die

There's a revolution
There's a revolution
There's a revolution
There's a revolution

Revolution
Revolution
Revolution
Revolution

Revolution
Revolution
Revolution
Revolution, yeah

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Estreia da Semana: Argo



O filme “Argo” é um thriller realizado por Ben Aflleck, baseado em factos verídicos, sobre o resgate de seis diplomatas americanos durante a crise de reféns no Irão, em 1979. No elenco constam nomes como, o próprio Ben Aflleck, Bryan Cranston, John Goodman, Alan Arkin, Kyle Chandler, Victor Garber e Clea DuVall.


Sinopse:

Irão, 4 de Novembro de 1979. Militares iranianos invadem a Embaixada dos EUA em Teerão, em retaliação ao apoio ao recém-deposto Xá. Antes dos militantes entrarem no edifício, o pessoal tenta destruir documentos comprometedores. Nesse dia, 52 pessoas são tomadas como reféns. Porém, no meio do caos que se instala, seis conseguem escapar, escondendo-se em casa de Ken Taylor (Victor Garber), o embaixador canadiano. Apesar da situação ser mantida em segredo pelo Governo americano – e cientes de que é apenas uma questão de tempo até todos serem capturados e mortos -, Tony Mendez (Ben Afleck), um especialista da CIA, desenvolve um plano surpreendente para os salvar: entrar no Irão como uma equipa de filmagens e retirar os diplomatas sãos e salvos.
Assim, depois de uma série de situações complexas que quase fazem o plano fracassar, Mendez e a sua dedicada equipa acabam por heroicamente salvá-los a todos.
Com argumento de Chris Terrio e realização de Ben Affleck (“Vista Pela Última Vez…”, “A Cidade”), é baseado em factos verídicos, revelados no artigo “How the CIA Used a Fake Sci-Fi Flick to Rescue Americans from Tehran”, publicado na revista Wire e escrito pelo jornalista Joshuah Bearman.

in BestCine

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Essência


"As acções de cada um são a sua essência."

Padre António Vieira in Sermões

terça-feira, 6 de novembro de 2012

O Paradoxo do Tempo


Frequentemente observei o seguinte: quanto mais variados os acontecimentos que se sucedem, tanto mais rapidamente passam os nossos dias, mais longo, ao contrário nos parece o tempo passado, a soma desses dias. Por outro lado, quanto mais monótonas as nossas ocupações, tanto mais longos se tornam os nossos dias, tanto mais curto o tempo passado ou a soma deles. A explicação não é difícil. 

Georg Lichtenberg in "Aforismos"

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

New Order - Truth


Oh, it's a strange day
In such a lonely way
I saw some children dance
I watched my life in a trance
And the people around me
Seemed so glad to be here
Will my time pass so slowly
On the day that I fear?

And the noise that surrounds me
Grows so loud in my head
From the promise that healed us
To the lies that I said
Oh, it's a strange day
In such a lonely way
Some people look down on me,
I hope they like what they see

Strange day,
Such a strange day
Such a strange day

domingo, 4 de novembro de 2012

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Depeche Mode - I am You



You have bound my heart with subtle chains
So much pleasure that it feels like pain
So entwined now that we can't shake free
I am you and you are me

No escaping from the mess we're in
So much pleasure that it must be sin
I must live with this reality
I am yours eternally

There's no turning back
We're in this trap
No denying the facts
No, no, no
No excuses to give
I'm the one you're with
We've no alternative
No, no, no

Dark obsession in the name of love
This addiction that we're both part of
Leads us deeper into mystery
Keeps us craving endlessly

Strange compulsions that I can't control
Pure possession of my heart and soul
I must live with this reality

I am you and you are me
I am you and you are me
I am you and you are me
I am you and you are me

There's no turning back
We're in this trap
No denying the facts
No, no, no
No excuses to give
I'm the one you're with
We've no alternative
No, no, no

As Subtilezas da Alma


Tal como o corpo assimila coisas de toda a natureza - vulgares, poluídas ou purificadas por um padre ou por uma visão - e as converte em destreza ou força, músculo ou suavidade de linhas, curvas e cor do cabelo, dos lábios e dos olhos, assim também a Alma, por sua vez, tem as suas funções assimiladoras e pode transformar em nobres pensamentos e elevadas paixões o que em si mesmo é baixo, cruel e degradante; mais ainda, pode encontrar nestas a maneira mais digna de afirmação. E muitas vezes pode revelar-se a si mesma de um modo mais perfeito através daquilo que estava destinado a destruí-la ou a profaná-la. 

Oscar Wilde in "De Profundis"

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Depeche Mode - Shine



Put on your blindfold
And a dress that's tight
And come with me
On a mystery night
Open your eyes

Follow our stars under a painted sky
We'll leave the world behind
We're learning to fly
We used to get by

Forget the pictures on your TV screen
We'll steal the visions
That you keep for your dreams
You can turn me on

I was blind and I saw the light
My angel coming
In a brilliant white
Shine for me

You've been hanging from a rope of mediocrity
Strung up by your insecurities
You can shine for me
Somebody has to
Shine for me
It's difficult not to
Shine for me

Follow our stars under a painted sky
We'll leave the world behind
We're learning to fly
We used to get by

Forget the pictures on your TV screen
We'll steal the visions
That you keep for your dreams
You can turn me on

You've been hanging from a rope of mediocrity
Strung up by your insecurities
You can shine for me
Somebody has to
Shine for me
It's difficult not to
Shine for me
Somebody has to
Shine for me
It's difficult not to
Shine for me

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Meu Ser Evaporei na Luta Insana


Meu ser evaporei na luta insana
Do tropel de paixões que me arrastava:
Ah! cego eu cria, ah! mísero eu sonhava
Em mim quasi imortal a essência humana!

De que inúmeros sóis a mente ufana
Existência falaz me não dourava!
Mas eis sucumbe Natureza escrava
Ao mal, que a vida em sua origem dana.

Prazeres, sócios meus, e meus tiranos!
Esta alma, que sedenta em si não coube,
No abismo vos sumiu dos desenganos

Deus, ó Deus!... quando a morte a luz me roube,
Ganhe um momento o que perderam anos,
Saiba morrer o que viver não soube. 

Bocage in "Rimas"

domingo, 28 de outubro de 2012

sexta-feira, 26 de outubro de 2012


If I only could, I'd be running up that hill.
If I only could, I'd be running up that hill."

It doesn't hurt me.
Do you want to feel how it feels?
Do you want to know that it doesn't hurt me?
Do you want to hear about the deal that I'm making?
You, it's you and me.

And if I only could,
I'd make a deal with God,
And I'd get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
Be running up that building.
If I only could, oh...

You don't want to hurt me,
But see how deep the bullet lies.
Unaware I'm tearing you asunder.
Ooh, there is thunder in our hearts.

Is there so much hate for the ones we love?
Tell me, we both matter, don't we?
You, it's you and me.
It's you and me won't be unhappy.

And if I only could,
I'd make a deal with God,
And I'd get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
Be running up that building,
Say, if I only could, oh...

You,
It's you and me,
It's you and me won't be unhappy.

"C'mon, baby, c'mon darling,
Let me steal this moment from you now.
C'mon, angel, c'mon, c'mon, darling,
Let's exchange the experience, oh..."

And if I only could,
I'd make a deal with God,
And I'd get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
With no problems.

And if I only could,
I'd make a deal with God,
And I'd get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
With no problems.

And if I only could,
I'd make a deal with God,
And I'd get him to swap our places,
Be running up that road,
Be running up that hill,
With no problems.

If I only could
Be running up that hill
With no problems...

"If I only could, I'd be running up that hill.
If I only could, I'd be running up that hill."

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Filme da Semana: Alex Cross



Alex Cross, o polícia criado pelo escritor James Patterson, está de regresso. Depois de ter sido encarnado por Morgan Freeman em dois filmes, “Beijos que matam” e “A conspiração da aranha”, Cross é agora interpretado por Tyler Perry. Desta vez, o detetive Alex Cross, da polícia de Washington, é informado de que um membro da família foi assassinado. Empenhado em descobrir o assassino, depressa descobre que ela não foi a primeira vítima e que nem tudo é como parece.


Sinopse:

Alex Cross retoma a série que começou com os filmes “Na Teia da Aranha” e “Beijos que Matam” e mostra-nos os anos iniciais de Alex Cross como detetive da polícia de Detroit.
Alex Cross tem como colega o seu amigo de infância Tommy Kane e ambos trabalham com a detetive Monica Ashe na perseguição de um assassino em série apelidado de Picasso. O alvo final de Picasso é o industrial multi-nacional de Detroit Giles Mercier, mas nem tudo é o que parece e Cross tem de tentar entrar na cabeça do assassino para conseguir antecipar os seus próximos passos.

in BestCine

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Segue o Teu Destino


Segue o teu destino, 
Rega as tuas plantas, 
Ama as tuas rosas. 
O resto é a sombra 
De árvores alheias. 

A realidade 
Sempre é mais ou menos 
Do que nos queremos. 
Só nós somos sempre 
Iguais a nós-proprios. 

Suave é viver só. 
Grande e nobre é sempre 
Viver simplesmente. 
Deixa a dor nas aras 
Como ex-voto aos deuses. 

Vê de longe a vida. 
Nunca a interrogues. 
Ela nada pode 
Dizer-te. A resposta 
Está além dos deuses. 

Mas serenamente 
Imita o Olimpo 
No teu coração. 
Os deuses são deuses 
Porque não se pensam. 

Ricardo Reis in "Odes"

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Sonhos sem Ilusões


Saber não ter ilusões é absolutamente necessário para se poder ter sonhos. Atingirás assim o ponto supremo da abstenção sonhadora, onde os sentimentos se mesclam, os sentimentos se extravasam, as ideias se interpenetram. Assim como as cores e os sons sabem uns a outros, os ódios sabem a amores, e as coisas concretas a abstractas, e as abstractas a concretas. Quebram-se os laços que, ao mesmo tempo que ligavam tudo, separavam tudo, isolando cada elemento. Tudo se funde e confunde.

Fernando Pessoa in "O Livro do Desassossego"

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

The XX - Do You Mind?



Tell me
I need to know
where do you wanna go

cause if you're down
I'll take it slow
make you lose control

baby, would you like
to spend the night,
the whole night?

and maybe if you play it right
you can be all mine

do you mind if I take you home tonight
stay another day
if that's okay
tell me baby,
would you mind if I take you home with me
where no one can see
so don't be shy

night, night, night
the whole night

baby
I like your style
so let's get it on

when we touch
I can't get enough
falling for you

and maybe
would you like to make love tonight
the whole night?

and baby if you play it right
you can be all mine

do you mind if I take you home tonight
stay another day
if that's okay
tell me baby,
would you mind if I take you home with me
where no one can see
so don't be shy

night, night, night
the whole night

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Filme da Semana: "Lawless"



“Lawless” é o novo filme de John Hillcoat (“Escolha Mortal”, “A Estrada”). Com o argumento de Nick Cave, o filme é baseado na obra “The Wettest County in the World”, assinada por Matt Bondurant. Inspirado pelo seu avô e dois tios, Bondurant criou um trabalho que evoca a irmandade, a ganância e a morte. Os Bondurant eram um gang que na Virgínia traficavam álcool durante a lei seca. O elenco é composto por atores como Shia LaBeouf, Guy Pearce, Gary Oldman, Tom Hardy, Jason Clarke, Jessica Chastain e Mia Wasikowska.



Sinopse:

Virgínia, 1931.
Os Irmãos Bondurant são um pequeno grupo familiar de traficantes de álcool que operam na Virgínia durante a Lei Seca: Jack (Shia LaBeouf), o irmão mais novo, ambicioso e impulsivo, quer transformar o pequeno negócio familiar numa operação de tráfico de grande envergadura.
Ele sonha com roupas elegantes e armas poderosas, esperando com isso impressionar a sublime Bertha (Mia Wasikowska). Howard (Jason Clarke), o irmão do meio, é o membro mais violento e leal da família.
O seu bom senso dissolve-se regularmente no álcool que não consegue recusar. Forrest (Tom Hardy), o mais velho, é o chefe do grupo e continua determinado em proteger a sua família das novas regras impostas por um novo mundo económico.
Quando a fugitiva Maggie (Jessica Chastain) chega a Chicago, ele toma-a sob a sua proteção. Sozinhos contra uma polícia corrupta, uma justiça arbitrária e gangsters rivais, os três irmãos escrevem a respetiva lenda: uma luta para permanecerem no seu próprio caminho, durante a primeira grande corrida ao ouro do crime.
O filme é baseado no livro de Matt Bondurant “The Wettest Country in the World”, que relata as aventuras e desventuras da sua família, quando a lealdade de três irmãos é posta à prova durante a maior vaga de crimes da história do país.

in BestCine

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Dizem?

Dizem?
Esquecem.
Não dizem?
Disseram.

Fazem?
Fatal.
Não fazem?
Igual.

Por quê
Esperar?
Tudo é
Sonhar.

Fernando Pessoa in "Cancioneiro"

terça-feira, 16 de outubro de 2012

James - Waltzing Along


Help comes when you need it most
I'm cured by laughter
Mood swings not sure I can cope
My life's in plaster (in plaster)

May your mind set you free
(chorus: opened by the wonderful)
May your heart lead you on
May your mind let you breathe all of disaster
(chorus: opened by the wonderful)
May your heart lead you on

These wounds are all self-imposed
Life's no disaster, disaster
All roads lead unto death-row
Who knows what's after

May your mind be wide open
May your heart beat strong
May your mind's will be broken
By this heart-felt song

May your mind set you free (Chorus: Be opened by the wonderful)
May your heart lead you on
May your mind let you breathe all of disaster (Chorus: Be opened by the
wonderful)
May your heart lead you on, may your heart lead you on
May your eyes let you see all of disaster
May your heart lead you on, lead you on
(Chorus: May your eyes be opened by the wonderful)
Set you free (Chorus: May your heart lead you on)
Lead you on

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Estreia da Semana: Reflexo Assassino




O filme “Looper” (“Reflexo Assassino”), é um thriller escrito e realizado por Rian Johnson, que conta no elenco com Paul Dano, Joseph Gordon-Levitt, Bruce Willis, Emily Blunt, Piper Perabo, Jeff Daniels, Tracie Thoms e Garret Dillahunt. A ação desenrola-se num futuro em que já é possível viajar no tempo, quando a Máfia deseja livrar-se de alguém, força a vítima a recuar 30 anos no tempo.



Sinopse:

Os Estados Unidos sofreram uma grave crise económica que se reflectiu num enorme crescimento do crime organizado. Anos depois, em 2074, a viagem no tempo é inventada e, devido a todas as implicações, imediatamente tornada ilegal.
Porque a tecnologia de identificação tornou quase impossível eliminar pessoas, as organizações criminosas tiveram de forjar uma solução prática para quando se querem livrar de alguém: usar secretamente a viagem no tempo e contratar “loopers”, ou assassinos a soldo, que matam pessoas no passado para que estas não existam no presente. 
Joe (Joseph Gordon-Levitt) é um dos “loopers” mais bem conceituados da sua área. Até ao dia em que descobre estar a ser perseguido pela versão mais velha de si mesmo (Bruce Willis), que está ali com um propósito muito simples: apagar a sua própria existência.
Para além de Joseph Gordon-Levitt e Bruce Willis, terá no elenco também Emily Blunt, Paul Dano, Noah Segan, Jeff Daniels, Piper Perabo. O filme é realizado por Rian Johnson.
“Looper” é realizado e escrito por Rian Johnson (“Os Irmãos Bloom”).

in BestCine

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Silêncio

"Sabei escutar, e podeis ter a certeza de que o silêncio produz, muitas vezes, o mesmo efeito que a ciência."
Napoleão Bonaparte

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Abdica e Sê Rei de Ti Mesmo


Frutos, dão-os as árvores que vivem,
Não a iludida mente, que só se orna
Das flores lívidas
Do íntimo abismo.

Quantos reinos nos seres e nas cousas
Te não talhaste imaginário! Quantos,
Com a charrua,
Sonhos, cidades!

Ah, não consegues contra o adverso muito
Criar mais que propósitos frustrados!
Abdica e sê
Rei de ti mesmo.

Ricardo Reis in "Odes"

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Nirvana - The Man Who Sold The World



We passed upon the stair, we spoke in was and when
Although I wasn't there, he said I was his friend
Which came as a surprise, I spoke into his eyes
I thought you died alone, a long long time ago

Oh no, not me
We never lost control
You're face to face
To The Man Who Sold The World

I laughed and shook his hand, and made my way back home
I searched for a foreign land, for years and years I roamed
I gazed a gazeless stare, we walked a million hills
I must have died alone, a long long time ago

Who knows? Not me
I never lost control
You're face to face
With the Man who Sold the World

Who knows? not me
We never lost control
You're face to face
Of the Man who Sold the World

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

5 de Outubro de 1143






Nascia, pois, em 1139, o Reino de Portugal e a sua primeira dinastia e Casa Real: os Borgonha. D. Afonso Henriques, torna-se rei, o rei Afonso I de Portugal. Contudo, o estatuto de independência carecia de reconhecimento, o qual só foi feito por parte do Reino de Leão e Castela a 5 Outubro de 1143, data em que o rei Afonso VII assinou o Tratado de Zamora, que assinalaria a separação entre os reinos. Desde então, D. Afonso Henriques (Afonso I) procurou consolidar a independência por si declarada. Fez importantes doações à Igreja e fundou diversos conventos. Dirigiu-se ao papa Inocêncio II e declarou Portugal tributário da Santa Sé, tendo reclamado para a nova monarquia a protecção pontifícia. Em 1179 o papa Alexandre III, através da Bula Manifestis Probatum, confirma e reconhece Portugal como país independente e soberano protegido pela Igreja Católica.



quarta-feira, 3 de outubro de 2012

terça-feira, 2 de outubro de 2012

O Desenvolvimento do Espírito


"O desenvolvimento do espírito, como todos os outros desenvolvimentos, é um progresso do indefinido para o definido."
Herbert Spencer

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Nona Sinfonia


É por dentro de um homem que se ouve 
o tom mais alto que tiver a vida 
a glória de cantar que tudo move 
a força de viver enraivecida. 

Num palácio de sons erguem-se as traves 
que seguram o tecto da alegria 
pedras que são ao mesmo tempo as aves 
mais livres que voaram na poesia. 

Para o alto se voltam as volutas 
hieráticas sagradas impolutas 
dos sons que surgem rangem e se somem. 

Mas de baixo é que irrompem absolutas 
as humanas palavras resolutas. 
Por Deus não basta. É mais preciso o Homem. 

Ary dos Santos in "O Sangue das Palavras"

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Estreia da Semana: Dredd 3D



“Dredd 3D”, um explosivo filme de ação de Pete Travis, que conta com Karl Urban, Lena Headey e Olivia Thirlby no seu elenco. Filmado em 3D e com impressionantes sequências de fotografias em slow motion, o filme devolve à célebre personagem de John Wagner e Carlos Ezquerra a negra e visceral encarnação original da banda desenhada.


Sinopse:

O futuro da América é um deserto sem esperança. Na sua costa Este, desde Boston a Washington DC, situa-se Mega City One – uma vasta e violenta metrópole onde os criminosos governam as ruas caóticas. A única força de ordem reside nos polícias urbanos chamados “Juízes”, que possuem a capacidade de julgar, condenar e executar de uma só vez.
Conhecido e temido em toda a cidade, Dredd (Karl Urban) é o derradeiro Juiz, determinado em salvar a cidade do seu mais recente flagelo – uma perigosa epidemia de droga, chamada “Slo-Mo”, que permite aos seus utilizadores experimentarem a realidade numa fracção da sua velocidade normal.
Num vulgar dia de trabalho, Dredd é escolhido para treinar e avaliar Cassandra Anderson (Olivia Thirlby), uma novata que possui poderosas capacidades psíquicas devido a uma mutação genética.
Um terrível crime leva-os a um bairro onde os juízes raramente se aventuram a entrar- um edifício de 200 andares controlado pelo clã de Ma-Ma (Lena Headey), uma prostituta que controla o trafico da droga.
Quando Dredd e Cassandra capturam um elemento do círculo privado do clã, Ma-Ma assume o controlo da acção e inicia uma guerra suja e cruel contra os juízes, deixando claro que nada a vai impedir de proteger o seu império. Rodeados por um cada vez maior número de inimigos, e sem fuga à vista, Dredd e Anderson são obrigados a entrar numa impiedosa batalha pela sobrevivência.
A infinita mente criativa do escritor Alex Garland e o realizador Pete Travis dão vida a DREDD, num futurista filme de acção neo-noir.
Filmado em 3D e com impressionantes sequências de fotografias em slow motion, o filme devolve à célebre personagem de John Wagner e Carlos Ezquerra a negra e visceral encarnação original da banda desenhada.

in BestCine

WHO AM I ???

A minha foto
Wait until the war is over And we're both a little older The unknown soldier